Cuidados com o Bebê no Inverno

Nos dias mais frios do outono e inverno, a atenção com a saúde dos bebês e das crianças deve ser redobrada. A defesa natural deles ainda está sendo fortalecida e é durante essas estações frias que existe maior incidência de gripes e resfriados, além de ressecamento na pele.

Abaixo, destacamos alguns pontos que devem ser observados para manter o bebê protegido e saudável durante o inverno:

 

1 – Temperatura ideal do bebê

Como saber se o bebê está com frio ou calor? Essa é uma pergunta que pode assustar, ainda mais se estivermos falando com “pais de primeira viagem”. Mas fica tranquilo, que abaixo vamos dar dicas bem práticas!

A médica pediatra Deborah Carneiro Lima afirma que uma criança, principalmente após os primeiros meses de vida, tem a mesma sensação térmica de um adulto. Para avaliar se ela está com calor ou frio, os pais devem ficar atentos a alguns sinais:

• Observe se a cabecinha ou o corpo do pequeno começar a suar ou se ele se mostrar irritado sem motivo. Se esse for o caso, pode ser que esteja com calor.
• Ao sentir frio, o bebê pode chorar, apresentar tremores e ficar estressado.

Você deve estar se perguntando: e o teste de pegar nas mãos e pés? Conforme Deborah, não vale a pena pegar nas extremidades para fazer essa avaliação. “A criança tem dificuldade de manter o calor na periferia e, por isso, normalmente essas partes estão mais geladinhas mesmo”, afirma ela.

Outra maneira para saber se o bebê está passando frio ou calor é colocando a mão no tórax do pequeno e analisando se está geladinho ou quente. Se ficar com dúvida, utilize um termômetro, que é a forma mais garantida de fazer a verificação. A temperatura da criança deve estar entre 36,5 e 37,5 graus.

 

2 – Como vestir o bebê no frio

Nos dias frios, opte por vestir o bebê em camadas com roupas leves e confortáveis. Dessa maneira, você controla melhor a temperatura dele e, conforme a necessidade, pode remover ou adicionar roupinhas.

A dica de ouro é analisar as roupas que você está vestindo e colocar uma camada a mais no seu bebê.

Ao escolher a primeira camada que estará em contato direto com a pele, prefira as roupas de algodão, que são mais confortáveis e não provocam alergias. “Para se evitar a formação de brotoejas na pele da criança, que é mais comum nessa época do ano, é importante evitar roupas de lã e preferir tecidos como o algodão, que permitem a plena respiração da pele” afirma a pediatra.

As extremidades da criança, como mãos, pés e cabecinha também devem estar aquecidas e protegidas com meias, luvas e toucas, principalmente ao sair de casa.

Ao vestir o bebê, tenha cuidado para não exagerar e deixá-lo aquecido demais, o que também pode ser prejudicial à saúde. Bebê inquieto ou suando são sinais de que ele está com calor e uma camada de roupa pode ser removida.

 

3 – Preparando-o para dormir

Na hora de dormir, procure deixar o bebê o mais confortável possível. Evite cobertas pesadas e roupas muito apertadas que limitem os movimentos do pequeno e que podem suprimir a respiração.

No berço, especialmente para menores de seis meses, a doutora afirma ser importante não ter muitos lençóis e cobertas. Por esse motivo, caso seja realmente necessário, prefira cobertores leves e de algodão, deixando que ele envolva a criança dos pés até a altura do peito.

Além disso, tenha certeza que a coberta está bem presa ao colchão do berço, nas laterais. Também evite cobrir o rosto do bebê e fique de olho na temperatura corporal dele, evitando deixá-lo com frio ou superaquecido.

“Nos dias de frio é melhor que a criança durma bem agasalhada, com pijamas com pezinhos e de flanela”, aconselha Deborah.

 

4 – Cuidados com aquecedores

O aquecedor deixa o ar mais seco, permitindo que aumente a dispersão de partículas virais e de sujeira. Por isso, o uso desse aparelho em excesso pode prejudicar a saúde do pequeno.

Uma maneira de devolver a umidade para o ar é colocando uma toalha molhada perto do aquecedor ou uma bacia com água. Assim, a água irá evaporar e o ambiente ficará mais úmido. Caso decida utilizar um umidificador, tenha cuidado para não deixar o ambiente úmido demais, o que também pode causar problemas, como o aparecimento de mofo no ambiente. Além disso, o ideal é fazer o uso intermitente do aquecedor, desligando-o quando o ambiente já estiver aquecido. A doutora Deborah ainda aconselha a trocar o filtro do aparelho com regularidade, para evitar o acúmulo de poeira e ácaros.

Deve-se ter um cuidado também com a diferença de temperatura entre os ambientes da casa, pois esse contraste de temperaturas pode ser prejudicial para as vias respiratórias do bebê.

 

5 – Hora do banho

Se para os adultos já é bem desafiador tomar banho no inverno, imagina então para o bebê!

Abaixo, confira algumas dicas práticas do que fazer na hora do banho:

• O horário mais indicado para o banho é no final da manhã ou início da tarde;
• Escolha o ambiente mais aquecido da casa, sem correntes de ar;
• Antes de tirar a roupa do bebê, se for necessário, esquente o ambiente, deixando o local aconchegante. Para isso, você pode utilizar um aquecedor. Ligue ele de 10 a 15 minutos no local;
• Antes de colocar a criança na banheira, separe tudo o que você irá precisar, como sabonete, toalha, roupas e fralda;
• Mesmo no inverno, a temperatura da água não deve ser muito quente. Dessa maneira, você evita também a desidratação da pele e desconforto. Para saber se está agradável, faça o teste colocando as costas da sua mão dentro da banheira por 10 segundos;
• Procure dar um banho mais rápido;
• Utilize sabonetes e shampoos específicos para bebês, que sejam hipoalergênicos, evitando que a pele fique irritada e desidratada;
• Assim que terminar, não o leve sem roupa para outro local mais frio. O ideal é secá-lo bem e enrolá-lo na toalha ou, se possível, colocar pelo menos uma peça de roupa da parte de cima;

 

6 – Hidrate a pele do bebê

O contato direto da pele com o ar gelado e mais seco pode provocar a desidratação da pele, deixando ela ressecada. Por esse motivo a hidratação é tão importante.

O ideal é passar um hidratante hipoalergênico após o banho ou um óleo vegetal, que também irá hidratar. Outra dica é usar sabonete e shampoo naturais , que não agridem a pele. “Evite sabonetes com triclosan e lauril sulfato de sódio, pois eles são irritantes para a pele, especialmente das crianças”, afirma Dra Deborah. Ela recomenda ainda hidratantes suaves, de preferência que não contenham fragrâncias em sua composição, além de parafina e óleos minerais.

A hidratação deve ocorrer também com a ingestão de líquidos. “É importante atenção redobrada com as crianças, oferecendo sempre água e leite materno, caso ainda esteja no período de amamentação”, informa.

 

Produtos naturais e orgânicos para o seu bebê

A pele dos bebês é muito mais sensível do que a dos adultos. Além das dicas acima, já falamos aqui no blog (clique aqui e leia) sobre como cuidar na escolha dos cosméticos para o pequeno, evitando o uso dos produtos tradicionais que podem causar alergias e aumentar a desidratação.

Abaixo, preparamos uma seleção de produtos naturais e orgânicos para o seu pequeno:

Cuidados com o Bebê no Inverno

 

1 – Shampoo e Sabonete Líquido Vegano Vyvedas Baby e Kids 2 em 1

Com função 2 em 1, o shampoo e sabonete líquido vegano e natural promove o cuidado especial do couro cabeludo e da pele do bebê. O produto é hipoalergênico, livre de lauryl ether, que é um detergente sintético utilizado em shampoos e que pode irritar os olhos do bebê.

 

2 – Sabonete vegetal natural e vegano Weleda de Calêndula

Sabonete vegetal e vegano de Calêndula. Sabonete com óleos essenciais naturais para limpeza suave da pele delicada. Não resseca a pele. Pode ser usado diariamente em todos os tipos de pele, em bebês e crianças.

 

3 – Condicionador Vegano e Natural Vyvedas Baby e Kids

Esse condicionador vegano e natural promove a maciez aos fios ao cabelo do bebê. Com fórmula suave e natural, a base de óleos de abacate, calêndula e amêndoas, hidratam profundamente sem causar irritações e alergias.

 

4 – Óleo Vegetal Natural Vyvedas Baby e Kids Vegano

O Óleo Vegetal é 100% natural e vegano, produzido com a combinação do óleo de semente de uva, altamente hidratante e regenerador, e óleo de amêndoas, que combate irritações e ressecamento da pele do bebê. É ideal para hidratação pós-banho, na troca de fralda, além de auxiliar no momento da massagem no bebê, a shantala.

 

5 – Creme Preventivo de Assaduras Vegano e Natural Vyvedas Baby e Kids

O creme preventivo de assaduras, hipoalergênico, vegano e natural tem textura e aroma suaves. Hidrata e protege, mantendo a pele macia e delicada. Possui também na formulação Óleo de Oliva que devolve a humidade da pele e hidrata. Calêndula é cicatrizante, calmante e regenerador e a manteiga de cupuaçu é altamente cicatrizante e hidratante natural.

 

6 – Leite de calêndula natural e vegano Cativa Natureza

O Leite de Calêndula natural e vegano é indicado para hidratar peles sensíveis, como as de crianças. Hidrata, suaviza, acalma e regenera a pele. Deixa a pele limpa, protegida e hidratada, pois sua formulação é rica em extrato de calêndula, camomila e vitamina E.

 

Gostou das nossas dicas?

Aproveite para curtir o aconchego desses dias mais friozinhos ao lado dos seus pimpolhos!


Warning: Use of undefined constant order - assumed 'order' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/herbiacom/blog.lohasstore.com.br/wp-content/themes/truepixel/single.php on line 167

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *