Carregadores de bebê Wrap, Sling e Mei Tai: já ouviu falar?

A cada dia, os carregadores de bebês têm ganhado mais adeptos. Os benefícios são muitos, como manter o bebê próximo ao corpo da mãe ou do pai, aumentar o vínculo, permitir que ele fique na posição vertical após as mamadas, possibilitar que os braços da mãe fiquem livres para outras atividades e maior segurança do pequeno, evitando possíveis quedas.  Não é de se espantar que os carregadores estejam sendo tão bem aceitos!

Mas, entre tantas opções, como escolher o melhor carregador? Nesse post, vamos falar sobre os diferentes modelos disponíveis no mercado e ajudar a você a tomar essa decisão:

 

Wrap Sling

Possivelmente o Wrap é a forma mais antiga de se carregar um bebê. Ele é um grande pano, que é entrelaçado na frente, atrás do torso e cintura de quem irá carregar o bebê. Daí surge o nome que, na tradução literal do inglês, significa “enrolar”.

Sua utilização mantém o pequeno bem junto ao corpo. Com esse grande pano podem ser feitos diferentes amarrações e, consequentemente, mais posicionamentos para o bebê. Por possibilitar várias posições, podem ser carregadas crianças de qualquer idade.  Suas amarrações são mais complexas, mas garantem longo período de uso.

 

carregador de bebê wrap sling

Carregador Wrap Sling, da Angá

 

Sling Fast wrap

Fast Wrap é um Wrap Sling, só que mais fácil de vestir. É formado por anéis de tecidos que formam o carregador e já vem pronto para ser colocado, evitando dificuldades com a amarração.

Por outro lado, ele é pouco ajustável. A adaptação dependerá do tamanho do bebê e da mamãe, sendo aconselhável fazer um teste antes da compra.

 

carregador de bebê sling fast

Modelo Sling Fast wrap, vendido na Elo 7.

 

Mei Tai

Esse modelo de carregador é mais estruturado, aonde o bebê vai sentado em uma cadeirinha de tecido, com as perninhas abertas. Esse modelo é muito parecido com o canguru, com a diferença de que o bebê não fica apoiado pelo quadril e que não possui travas e regulagens. A vantagem do Mei Tai e que o peso fica bem distribuído nos dois ombros e serve para diferentes formatos de corpo. No entanto, exige certa habilidade para vestir, regular e amarrar.

 

carregador de bebê mei tai

Modelo Mei Tai, da loja Bazar Bizarro.

 

Sling de argolas

Esse modelo é feito de pano e tem duas grandes argolas que ficam na altura dos ombros. Um dos seus benefícios é que é ajustável, permitindo que seja usado por mais tempo e também para diferentes posições. Além disso, sobra um pedaço de tecido na ponta que pode ser usado para cobrir o bebê na hora da mamada ou da soneca.

 

Carregador de bebê sling de argolas 2

Modelo Sling de argolas, da Mamaé me mima.

 

Pouch Sling

Esse carregador é inspirado na cultura indígena brasileira. Seu modelo lembra uma tipoia, como também é conhecida, pois vai apoiada em apenas um ombro.

Ele é muito parecido com o Sling de argolas, mas sem ajustes, o que o torna fácil de usar. No entanto, por não ter ajustes, seu tamanho deve ser escolhido com muito cuidado.

 

carregador de bebê pouch sling

Modelo de Pouch Sling, da Mamaé me mima.

 

Muito importante! Na hora de escolher o seu carregador, independente do modelo escolhido, cuide sempre com a posição do bebê. Modelos em que o bebê fica com as perninhas penduradas, apoiados pelo quadril, não são ergonômicos e prejudicam a coluna e as articulações do quadril do bebê.

O ideal é que os pequenos fiquem bem apoiados e com os joelhos na linha do quadril ou um pouco acima, também conhecida como “posição rã”. Se a mamãe ou o papai tiverem algum tipo de problema na coluna, também é interessante consultar um ortopedista antes de escolher o modelo ideal.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *